Com pressão, Athletico força o Grêmio ao erro e constrói virada histórica rumo à final

O técnico Tiago Nunes destacava a necessidade de uma atuação que beirasse a perfeição para que o Athletico eliminasse o Grêmio e chegasse à final da Copa do Brasil. Dito e feito. O Furacão controlou o jogo, forçou o Tricolor gaúcho ao erro e construiu uma virada histórica.
O Grêmio, acostumado a mata-matas, nunca tinha sido eliminado após abrir uma vantagem de pelo menos dois gols. Isso até a noite de quarta-feira. Com 11 desfalques e opções limitadas para armar o time, Tiago Nunes trocou o atacante Marcelo Cirino pelo volante Léo Cittadini.
A substituição poderia indicar uma postura mais cautelosa, mas o Furacão - pelo contrário - dominou o jogo. Com velocidade e pressão, o time de Tiago Nunes forçou o Grêmio ao erro, rondou a área adversária (69% a 31% em posse de bola) e construiu o 2 a 0.
O Athletico, agora, enfrenta o Internacional na decisão da Copa do Brasil. Os jogos serão nas próximas duas quartas. O sorteio para definir os mandos será realizado na tarde desta quinta.
Share on Google Plus

About Visão de Águia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comments:

Publicar um comentário

Fale Conosco

Fale Conosco