Axé perdeu espaço em trios baianos para outros ritmos nos últimos 5 anos, aponta Ecad


Axé perdeu espaço em trios baianos para outros ritmos nos últimos 5 anos, aponta Ecad
Foto: Mateus Lago / Ag Haack / Bahia Notícias
O Carnaval de Salvador, festa popular caracterizada como celeiro do axé, vem dando espaço para canções de outros gêneros, sejam eles locais ou vindos de outras regiões do país. 

Segundo levantamento do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), com base em rankings que ordenam as cinco canções mais tocadas em trios elétricos na Bahia a cada ano, o pagode, o sertanejo e outros ritmos como forró e funk atingiram, em cinco anos de levantamento, destaque frente ao segmento tradicional da folia baiana. 

Em comparativo, entre 2015 e 2019, o axé se fez presente em 6 posições, contra 19 canções de outros ritmos. Além disso, contabilizando trabalhos locais com o de outros estados, as canções baianas marcaram 13 posições contra 12 músicas vindas de artistas de outros estados. 
Share on Google Plus

About Visão de Águia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comments:

Publicar um comentário

Fale Conosco

Fale Conosco