MEC adia versão digital do Enem 2020 e muda regra para isenção de taxa de inscrição

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciou nesta quarta-feira (22) mudanças no calendário do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Uma das principais alterações é o adiamento da versão digital, que seria realizada nos dias 11 e 18 de outubro para os dias 22 e 29 de novembro. A aplicação da prova impressa permanece prevista para 1º e 8 de novembro.

Esta será a primeira vez que o Enem vai ser aplicado em uma versão digital. A adesão dos candidatos será opcional no ato de inscrição, até um total de 100 mil participantes – o dobro da previsão inicial, de 50 mil pessoas. A estimativa do governo é que, até 2026, o Enem seja 100% digital.

Quem escolher fazer o Enem 2020 impresso não poderá se inscrever na edição digital e vice-versa.

Mudanças no pedido de isenção
O Inep anunciou também mudanças nas regras da solicitação de isenção da taxa de inscrição do exame. O instituto afirmou que todos os participantes que atendam aos critérios especificados (ver abaixo) serão contemplados com a gratuidade, mesmo se não fizerem o pedido formal.
Share on Google Plus

About Visão de Águia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comments:

Publicar um comentário

Fale Conosco

Fale Conosco