Dono da Havan tem auxílio emergencial aprovado, mas nega ter recebido o benefício




O empresário Luciano Hang, dono da rede varejista Havan, foi cadastrado e aprovado para recebimento do auxílio emergencial de R$ 600. O caso veio à tona após dados do bilionário terem sido vazados por supostos hackers.
O auxílio foi criado pelo governo federal para auxiliar trabalhadores informais, autônomos e MEIs no período da pandemia. Ele é pago aos beneficiários pelo prazo de três meses. Para recebê-lo, o beneficiário precisa cumprior o requisito da renda média (renda mensal de até meio salário mínimo - R$ 522,50 - por pessoa, e de até 3 salários mínimos - R$ 3.135 - por família) até 20 de março de 2020.
Apesar de cadastro de Hang ter sido aprovado, ele afirmou em post em rede social que não recebeu o benefício. "Alguém me passou a perna, pegou o dinheiro e sumiu. kkkk É Fake News, pessoal. Realmente o cadastro foi feito, mas não recebi nada. Não deixe que usem isso para tirar o crédito de um programa que já ajudou mais de 50 milhões de brasileiros. Vamos em frente!", postou.
Hang é apoiador do presidente Jair Bolsonaro e, na semana passada, foi alvo de mandados de busca e apreensão na operação contra as fake news. Ele foi apontado pela investigação da Polícia Federal como um dos financiadores de suposto esquema de impulsionamento de informações falsas e ataques às instituições.
Nesta terça-feira, o Anonymous Brasil, parte de um grupo internacional composto de hackers que invade crimonosdamente arquivos na internet, divulgou dados relativos a Hang.
Segundo o empresário, os documentos dele foram usados para pedir auxílio do governo. Ele informou ter pedido investigação sobre o caso.
Em 2019, Hang entrou para a lista de bilionários divulgada pela revista “Forbes”.
Share on Google Plus

About Visão de Águia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comments:

Enviar um comentário

Fale Conosco

Fale Conosco