Saudades de uma política saudável Por Dailton Reis

 


Ibicaraí já teve, em tempos não muito distantes, políticos de renome, oposicionistas de coragem, oradores que juntavam multidão. 

A política era, como sempre, acalorada e disputada, mas os grupos antagônicos tinham seus defensores munidos de coragem e que discutiam nas praças, na feira, nos armazéns e até nos bares, expondo suas preferências políticas sem medo e sem recorrer à baixarias. 

Tudo mudou, de repente, com a Internet e as redes sociais. Hoje qualquer moleque tosco se julga capaz de escrever sobre política, realizando ataques pessoais, escondido e protegido pela tela de um Smartphone. 

É a Era da Idiotice!

Não são mais levantados problemas reais que interessem à sociedade. Virou um antro de fofoqueiros marotos, sem nome, sem sobrenome, sem passado e, principalmente por causa  de tais atitudes, sem nenhum tipo de futuro.

Elevar a qualidade do discurso político também depende do eleitor, que faz parte desses grupos de Facebook e WhatsApp, muitas vezes apoiando com compartilhamentos, outras vezes com risos e outros sinais de concordância. 

O calar das pessoas sérias é que dá voz aos inúteis e galhofeiros.

Share on Google Plus

About Visão de Águia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comments:

Publicar um comentário

Fale Conosco

Fale Conosco