Mulher morre com suspeita de fungo negro na Bahia

 


Uma mulher de 36 anos morreu na última sexta-feira (24) suspeita de mucormicose, doença mais conhecida como fungo negro. A paciente estava internada no Hospital Aurélio Justiniano Rocha, no município de Paramirim, sertão baiano. 

Uma familiar, que preferiu não se identificar, relatou que ela passou por uma tomografia dias antes de falecer e os médicos avisaram à família sobre a suspeita da doença, que vem sendo relacionada ao coronavírus desde que milhares pessoas na Índia desenvolveram a enfermidade. 

A vítima de Paramirim era feirante e tinha dois filhos, com quem morava junto ao marido. De acordo com a família, o primeiro sintoma foi uma paralisia, seguida de forte irritação e inchaço nos olhos, além de dificuldade para respirar pelo nariz e uma forte desidratação. 

"Foram 25 dias entre o início dos sintomas e a morte. O diagnóstico só veio na quinta passada, após uma tomografia. Os médicos concluíram que era suspeita desse fungo e precisaria ser transferida para Salvador com urgência, mas na sexta à tarde ela faleceu. Ela era muito nova, faria 37 anos no mês que vem", disse uma familiar, que afirmou que, até onde saiba, a mulher não teve covid. 

Share on Google Plus

About Visão de Águia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comments:

Enviar um comentário

Fale Conosco

Fale Conosco