Bolsonaro deve sancionar piso dos enfermeiros, mas sem reajuste automático

 


O presidente Jair Bolsonaro (PL) deve sancionar, nesta quinta-feira (04), o piso salarial nacional para enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem e parteiros. A proposta foi aprovada no mês passado pelo Congresso e o governo tem sido pressionado pela bancada da saúde para que o Palácio do Planalto sancione o texto.

Bolsonaro, porém, deve vetar o trecho que prevê o reajuste anual automático do piso salarial. O projeto previa que o valor seria corrigido todos os anos pela inflação, medida pelo INPC. A proposta cria um piso mensal de R$ 4.750 para os enfermeiros. Técnicos em enfermagem devem receber 70% desse valor, e auxiliares de enfermagem e parteiras, 50%.

O presidente declarou a apoiadores nos últimos dias que a tendência era sancionar o projeto. A medida agrada a maior categoria na área de saúde a menos de dois meses para a eleição. A sanção do projeto deve ocorrer durante cerimônia no Palácio do Planalto nesta quinta-feira (04).

Share on Google Plus

About Visão de Águia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comments:

Enviar um comentário

Fale Conosco

Fale Conosco