Ibi Terra Santa

Klaus Farias precisa se reinventar




Em Ibicaraí, Bahia, existe um processo lento, mas contínuo, para o surgimento de novas lideranças que possam vir a ser prefeitos da cidade. Líderes políticos envelhecem, como é natural na vida, e o eleitorado, que também envelhece, é substituído e busca novos políticos para os representarem.

H.O., Didi, Nelito, Lula Sampaio, Lauro e Astor já são história e não arrebanham mais as multidões.

Lenildo, Monalisa e Brandão, todos eles com passagem pela Prefeitura Municipal, são os que ainda demonstram ter seguidores e relevância nas eleições. Muito embora a inelegibilidade (Lei da Ficha Suja) atinja Lenildo e Brandão para 2024.

Nesse contexto sobre novas lideranças, vem Klaus Farias, jovem advogado ibicaraiense que estreou na politica com 388 votos, se elegendo vereador, em 2012. Em 2016 foi candidato a vice-prefeito, na chapa liderada por Monalisa Tavares. Em 2020 tentou carreira solo e perdeu, com apenas 431 votos para prefeito, ficando em terceiro lugar nas eleições e não elegendo nenhum vereador por seu partido. Agora, em 2022, sofreu outra derrota, dessa vez ao apoiar o João Leão para deputado federal e obter somente 381 votos .

A não ser que Klaus queira voltar a disputar uma vaga para vereador, em 2024, ele terá que se reinventar politicamente, visto que com essa baixa votação e uma coleção de derrotas, o futuro desenhado não é promissor para ele e nem tampouco para seus poucos seguidores.

Enviar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Fale Conosco

Ibi Terra Santa