Ibi Terra Santa

Suárez recupera moral do Grêmio e cria expectativa por títulos e Gerson volta ao Flamengo ainda mais versátil: "Agora o pai tá coringa mesmo"

 


Suárez pisou no gramado da Arena, sentiu o calor do torcedor e trouxe consigo a esperança de que dias melhores virão para os gremistas. O camisa 9 chegou sob festa digna de um astro do futebol mundial. O uruguaio vem para ser o símbolo da reconstrução do Grêmio em um momento de retomada do clube na primeira divisão.

O centroavante foi o protagonista de uma grande festa na Arena. Mais de 30 mil pessoas presenciaram um show de luzes, fogos e viram Luisito se emocionar no centro do gramado após ser parabenizado pelo novo desafio por ex-companheiros, entre eles Neymar, e familiares.


O espetáculo esteve à altura do reforço. O quinto maior artilheiro em atividade do futebol mundial foi recepcionado quase um ano depois do Grêmio promover uma reapresentação com cenário melancólico, dentro do CT, com cadeiras de plástico, à espera de um ano na Série B.


Apesar do retorno à Série A, a torcida ainda vivia sob desconfiança. Uma nova direção assumiu o clube em 16 de novembro. O presidente Alberto Guerra prometeu construir um time competitivo. Desde então, foram nove contratações. Suárez foi a cereja do bolo.


""Agora o pai tá Coringa mesmo"


Gerson disse a frase a amigos ao voltar ao Rio de Janeiro para defender o Flamengo. Apelidado de "Joker" por Jorge Jesus dada a facilidade para ser versátil em campo, o Coringa fez jus à fama especialmente no período em que atuou com Jorge Sampaoli. De ala a centroavante, só não fez as funções de goleiro, zagueiro e lateral-direito.

É verdade que Jorge Jesus escalou Gerson como meia pelos dois lados do campo, mas o ápice dentro do Flamengo foi como segundo volante. Ou seja, o atleta, sempre disponível para ocupar outros espaços do campo, não precisou ser tão coringa assim. No Olympique, multiplicou-se ainda mais.

Gerson iniciou sua vida na França como volante e às vezes fazia a ala esquerda. Começou com alguma dificuldade, mas aos poucos foi se soltando. Logo vieram três convocações com Tite, e o Coringa disputou quatro partidas pela Seleção durante as eliminatórias da Copa do Catar, duas delas como titular.

Enviar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Fale Conosco

Ibi Terra Santa