Type Here to Get Search Results !

Player Web Rádio Falando Francamente

Ibi Terra Santa
Câmara Municipal de Ibicaraí Ibi Terra Santa

IMAGENS

CNJ afasta desembargador que concedeu prisão domiciliar a suspeito de liderar facção criminosa na BA

 


O desembargador Luiz Fernando Lima, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA), responsável por conceder prisão domiciliar a um homem apontado como chefe de uma organização criminosa na Bahia, foi afastado cautelarmente do cargo. A informação foi divulgada nesta terça-feira (17), durante a 15ª Sessão ordinária do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Luiz Fernando Lima concedeu a prisão domiciliar a Ednaldo Freire Ferreira, conhecido como Dadá. Ele foi liberado durante o plantão judiciário do dia 1º de outubro, um domingo. A justificativa seria que Dadá tinha um filho com autismo, que era dependente da figura paterna.

Após a concessão da prisão domiciliar, Dadá está fugiu. A solicitação de afastamento desta terça foi apresentada pelo Ministro Corregedor Luis Felipe Salomão e seguida com unanimidade pelos outros membros do CNJ. Segundo o corregedor, o desembargador do TJ-BA havia pego um caso semelhante no mês de setembro e decidido pela não concessão da prisão domiciliar.

"Na ocasião ele decidiu que não era um caso para ser apreciado em plantão judicial", afirmou o corregedor durante a sessão do CNJ.

O homem conhecido como Dadá estava preso em um presídio de segurança máxima em Pernambuco. Ainda conforme o corregedor, o suspeito reponde por tráfico de entorpecentes e também por distribuir facas no ambiente da prisão.

Além disso, não havia nenhum indício de que o suposto filho de Dadá dependia da presença paterna para sobreviver. Por esses motivos, os votos foram a favor do afastamento cautelar do desembargador responsável por conceder a prisão domiciliar.

Tags

Enviar um comentário

0 Comentários

ANÚNCIE AQUI

ANÚNCIE AQUI

ANÚNCIE AQUI

#