Fome no Brasil: em 5 anos, cresce em 3 milhões o nº de pessoas em situação de insegurança alimentar grave, diz IBGE

 


Depois de recuar em mais da metade em uma década, a fome voltou a se alastrar pelo Brasil. Em cinco anos, aumentou em cerca de 3 milhões o número de pessoas sem acesso regular à alimentação básica, chegando a, pelo menos, cerca de 10,3 milhões o contingente nesta situação. É o que apontam os dados divulgados nesta quinta-feira (17) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


O levantamento foi feito entre junho de 2017 e julho de 2018 e apontou piora na alimentação das famílias brasileiras. Entram na conta somente os moradores em domicílios permanentes, ou seja, estão excluídas do levantamento as pessoas em situação de rua, o que poderia aumentar ainda mais o rastro da fome pelo país.


Além do aumento da população que passa fome no país, a pesquisa mostrou também que:


O Brasil atingiu o menor patamar de pessoas com alimentação plena e regular

A fome é mais prevalente nas áreas rurais

Quase metade dos famintos vive na Região Nordeste do país

Metade das crianças com até 5 anos tem restrição no acesso à alimentação de qualidade

Mais da metade dos domicílios onde há fome é chefiada por mulheres

Quanto maior o número de moradores no domicílio, menor é o acesso à alimentação plena

Arroz pesa mais no orçamento de famílias com insegurança alimentar, aponta IBGE

Brasileiros gastam mais com jogos e apostas que com arroz, aponta IBGE

Share on Google Plus

About Visão de Águia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comments:

Publicar um comentário

Fale Conosco

Fale Conosco