Sem fonte de recurso, Renda Cidadã deve ficar para depois da eleição

 

[Sem fonte de recurso, Renda Cidadã deve ficar para depois da eleição]
  Por: Romério Cunha/VPR  Por: Redação Bnews  0comentários

O Renda Cidadã, substituto do programa social Bolsa Família, deve entrar em vigor depois eleições municipais deste ano já que o governo encontra dificuldades em conseguir uma fonte de recurso para bancar o projeto. O vice-presidente Hamilton Mourão defendeu nesta quinta-feira (1º) a criação de um imposto como fonte recursos do programa. 

“Vamos olhar uma coisa aqui de uma forma muito clara. Se você quer colocar em um programa social mais recursos do que o existente, você só tem duas direções: ou você vai cortar gastos de outras áreas e transferir esses recursos para esse programa ou, então, você vai sentar com o Congresso e propor algo diferente, uma outra manobra que seja, por exemplo, fora do teto de gastos, um imposto específico para isso e que seja aceito pela sociedade como um todo. Não tem outra solução, ou então mantém o status quo” disse Mourão ao Globo.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comentou durante uma transmissão nas redes sociais nesta quinta sobre a importância de manter algum tipo de auxílio para a parcela mais pobre da população.

“Nós sabemos que (...) acaba em dezembro o auxílio emergencial e a economia pode não ter pegado até lá. Temos 38 milhões de informais, atualmente chamam de invisíveis e nem todos vão conseguir voltar ao mercado”, disse.

O novo programa social  terá R$ 25 bilhões a mais que o Bolsa Família. O valor pago a cada benefício individual não deve ultrapassar R$ 300. O ministro de Economia Paulo Guedes afirmou que o programa vai respeitar o teto de gastos.

Share on Google Plus

About Visão de Águia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comments:

Publicar um comentário

Fale Conosco

Fale Conosco