Corinthians leva choque de realidade do Bragantino

 


No dia em que o Corinthians venceu o Fluminense por 5 a 0 dentro da Neo Química Arena, o técnico Vagner Mancini tratou de puxar os pés dos jogadores para o chão e definiu o momento da equipe como "de recuperação", deixando claro que não havia ali um trabalho pronto e finalizado.


Cinco dias depois, a equipe foi massacrada pelo Palmeiras, num 4 a 0 impiedoso e até econômico, que deixou jogadores e torcedores assustados. Apesar do abalo emocional, o time reagiu bem ao vencer o Sport três dias depois por 3 a 0, com amplo domínio, dentro de casa.


Agora, quatro dias depois, foi a vez de a equipe ser facilmente superada pelo Red Bull Bragantino dentro de seu estádio, em Itaquera. Uma derrota por 2 a 0 justa, inquestionável e que expõe mais uma vez que o Corinthians ainda vive um processo artesanal de montagem. E que por isso vai oscilar.


Na briga pelo G-6, o Timão podia ficar na oitava posição a dois pontinhos do Fluminense, que é sétimo.


A derrota deixou o time em décimo, a cinco do Flu, com os mesmos 45 de Ceará e Santos. E com apenas um ponto a mais do que o próprio Bragantino, que tem 44. Um bolo bastante perigoso.

Mas além dos alertas matemáticos, há os táticos e comportamentais. O time saiu perdendo com menos de dois minutos e sucumbiu à pressão do Bragantino durante todo o primeiro tempo. Com erros forçados atrás e pouca efetividade na frente, foi presa fácil. E levou os 2 a 0 na etapa inicial.

Share on Google Plus

About Visão de Águia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comments:

Publicar um comentário

Fale Conosco

Fale Conosco