Mourão expõe má relação com Bolsonaro e diz que diálogo entre os dois "faz falta"

 


Hamilton Mourão (PRTB), vice-presidente, admitiu que, mesmo em meio à crise enfrentada pelo país durante a pandemia do novo coronavírus, não há diálogo frequente entre ele e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Mourão diz até que o cenário incômodo o faz relutar na hora de agir.

"Não há conversas seguidas entre nós. As conversas são bem esporádicas", afirmou o general. Indagado se sente falta de mais diálogo, respondeu: “Faz falta, sim. Faz falta até para eu entender em determinados momentos o que eu preciso fazer", afirmou em entrevista à CNN Brasil.

Até por isso, o vice disse ver como “difícil” uma possível reedição da chapa para a campanha presidencial de 2022. Mourão também negou ter pretensões de concorrer a outro cargo ou mesmo até contra Bolsonaro.


“Não. Fui militar durante 46 anos da minha vida. Comandei tudo que você pudesse comandar. Então, a mosca azul [referência a vontade de assumir cargos políticos] não me pica aqui de jeito nenhum”, garantiu o general que disse ter recebido sondagens para migrar para outras siglas.


Sem diálogo próximo com o presidente, Mourão analisou de maneira “neutra” o conflito entre Bolsonaro e o governador João Doria (PSDB) em torno da vacinação contra a Covid-19 no país.


“[Houve erro] Tanto do nosso lado aqui do governo, como do Doria. Aí começa um chama de mentiroso, o outro chama de não sei o quê. Isso não é a política. Vejo que isso aí foi algo que, vamos dizer assim, fugiu à boa política. Essa é minha visão. Fugiu à boa política”, analisou o vice-presidente.

Share on Google Plus

About Visão de Águia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comments:

Publicar um comentário

Fale Conosco

Fale Conosco