Policiais rodoviários cobravam até R$ 200 mil para liberar carga contrabandeada

 


Áudios obtidos pelo Ministério Público Estadual e pela Corregedoria da PM revelam um esquema de cobrança de propinas por parte de policiais militares no Paraná para liberação de cargas e desvio de mercadoria apreendida.


A investigação mostrou que o grupo mantinha um esquema muito bem organizado de cobrança de propina, que variava de acordo com o tamanho do veículo e do que era transportado. Quem pagava, era liberado.

Em um vídeo , É possível ver que , policiais pedem R$ 200 mil a um contrabandista para que uma carga de cigarros seja liberada.

Share on Google Plus

About Visão de Águia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comments:

Enviar um comentário

Fale Conosco

Fale Conosco