Itapetinga: Pesquisadora da Uesb estuda tecnologia que pode substituir gás de cozinha

 


Uma pesquisa feita no programa de mestrado da Universidade Estadual da Bahia (Uesb) em Itapetinga estuda o uso da casca de mandioca como combustível. O produto da experiência pode substituir o gás de cozinha, é o que aponta o estudo de Dayane Silva, mestra em Engenharia e Ciências de Alimentos da Uneb.

“Estudo sob o ponto de vista da obtenção de biogás e biofertilizante, por meio do reaproveitamento da casca da mandioca, que, na maioria das vezes, é descartada de forma incorreta”, explica Silva. Segundo a pesquisadora, grandes quantidades de resíduos sólidos e líquidos não são aproveitados. Um dos exemplos mal-aproveitados é a da mandioca.

Através da pesquisa, Dayane Silva avaliou a influência da fermentação, ao utilizar um fungo na casca de mandioca como pré-tratamento biológico na produção e composição do biogás. Ao final, os resultados indicaram uma produção de gás de forma mais rápida, em maior volume e com maior concentração de metano. A pesquisadora conta que a principal intenção é usar o biogás para substituir os gases de origem mineral, como o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), usado como gás de cozinha.

Share on Google Plus

About Visão de Águia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comments:

Enviar um comentário

Fale Conosco

Fale Conosco